O que é a Minga?

… eu mingo, tu mingas, nós mingamos …

 Minga é uma expressão corrente na América do Sul que significa ajudada. Em Portugês também declina o verbo mingar/minguar, aludindo à filosofia do decrescimento.

A Minga é uma experiência de economia solidária em Montemor-o-Novo

A Minga é um projecto auto-financiado, que vive principalmente do entusiasmo dos seus membros. Na Minga cada membro é um prosumidor: tanto pode produzir como consumir nos diferentes ramos da cooperativa.

A cooperação facilita que os negócios avancem, ao contrário da visão do empreendedorismo dominante que reduz cada pessoa ao isolamento (à sua empresa individual) e diminui a sua capacidade de desenvolver um projecto.

Respeitando as necessidades e perspectivas individuais e a forma como cada um quer interagir com a cooperativa, vai-se constatando de que em conjunto se faz muito mais do que cada um por si.

 

A Minga orienta-se pela promoção de práticas sustentáveis em termos ecológicos, económicos e sociais, adoptando como estratégia:

  • a redução da intermediação, tornando os preços dos produtos mais acessíveis;
  • operação de uma loja próprio, podendo praticar margens baixas comparativamente com as no mercado;
  • desenvolvimento da secção de Serviços, incluindo oferta de profissionais das mais variadas áreas (habitação, educação, saúde e bem estar, entre outras);
  • facilitar acesso a produtos e serviços de origem local;
  • promoção do auto-emprego através do apoio de uma equipa multidisciplinar.

 

Cronologia

2014

Fórum de Cooperativas de Montemor

A Minga foi criada após a realização do Fórum de Cooperativas de Montemor, realizado em Dezembro de 2014. Neste fórum foram apresentadas várias experiências cooperativas a fim de discutir como este sector poderia dar resposta aos problemas que afectavam, e afectam, a população do concelho. Entre os problemas então identificados salientamos:

    • a falta de rendimentos e desemprego;
    • as dificuldades em formalizar actividades produtivas de pequena escala e no escoamento dos produtos de micro-produtores (agricultores, artesãos, etc.);
    • a precariedade laboral (nomeadamente pelos falsos recibos verdes);
    • dificuldade no acesso à habitação (que é um direito constitucional);
    • dificuldade em aceder a produtos para agricultura biológica (sementes, biopesticidas, etc.), a preços acessíveis;
    • deterioramento do sistema nacional de saúde;
    • falta de alternativas no comércio local para aceder a produtos com baixo impacto ecológico.

Estes problemas eram considerados transversais a vários sectores, e afectavam a própria qualidade de vida.

2015

Fundação da Minga

Em Julho de 2015 foi fundada a Cooperativa Integral Minga, com a ambição de intervir em todas as áreas necessárias ao viver, tais como a produção, os serviços, a habitação, a saúde e a educação, trabalhando dentro da filosofia do decrescimento.

A Minga pretende promover uma economia circular em que se fomentam as trocas e as formas de cooperação a nível local e a reutilização dos recursos, reduzindo os impactos ambientais associados à produção.

Abertura da Loja

A loja da Minga foi inaugurado no dia 12 de Setembro de 2015. Funciona simultaneamente como ponto de venda dos produtos de cooperantes e como cooperativa de consumo, adquirindo para venda produtos do dia-a-dia que não são produzidos localmente.

2018

A Minga actualmente

 

À luz do código cooperativo português a Minga é uma cooperativa multisectorial, tendo quatro ramos cooperativos e respectivas secções:

 

 

Actualmente, com a Loja estabilizada, a Minga está a desenvolver a sua expansão no que diz respeito à variedade de produtos, serviços e clientes. As áreas da habitação, da horta da Minga e das actividades públicas estão em pleno desenvolvimento.