Secção de Comercialização

Secção de Comercialização
comercializacao@mingamontemor.pt

A Secção de Comercialização pretende de estabelecer processos cooperativos entre produtores, desenvolver novos produtos e juntar recursos para melhorar o seu escoamento. A Secção tem por objectivo promover a comercialização de produtos que se guiam pelos seguintes valores:

  • o recurso a matérias-primas naturais e locais ou com origem no comércio justo;
  • o uso de matérias-primas, processos de produção e formas de embalamento sustentáveis e ecológicas;
  • a reutilização de recursos;
  • a qualidade e durabilidade dos produtos e a dedicação dos seus produtores.

Outro objectivo é promover a partilha de recursos e conhecimentos entre produtores, a construção de novas marcas e o apoio à profissionalização.

âmbar . biocosmética natural

A âmbar é uma marca de biocosméticos artesanais portugueses, comprometida em fazer a ponte entre a ciência e a natureza. Produz pequenos lotes de forma artesanal, mas de acordo com as boas práticas de fabrico, garantido assim a qualidade dos seus produtos.

É fruto do trabalho de duas cooperadoras da Minga, a Telma Barrelas e a Vanessa Zorrinho.

Foi possível desenvolver parte deste trabalho graças a um microcrédito da Minga, algo que nos orgulha por permitir que esta marca cresça e se desenvolva.

www.ambarskincare.com | facebook | instagram

info@ambarskincare.com

+351 964 259 477 (telma)  | +351 965 891 137 (vanessa)

arvie land

Desenhar é uma paixão de sempre e “arvie land” o mundo encantado onde povoam as personagens e cenários que construo na minha cabeça… lá, tudo é possível!

Passar para o papel as ideias que inundam a minha imaginação tornou-se, mais que um ofício, um gosto!

Aliando o traço orgânico da ilustração à estética e clareza do design gráfico, pretendo conferir às minhas peças um carácter único e sempre que possível personalizado, gosto de lhes dedicar sempre um pouco mais de mim…

www.arvieland.comfacebook | instagram

cristina.arvana@gmail.com

+351 932 157 729 (cristina)

João Rolaça

Escultor, ceramista e investigador, produz trabalhos de olaria para a Minga, que podem e devem ser usados, onde experimenta com as formas de revolução e os Vidrados (algo imprevisíveis) de alta temperatura.

O seu trabalho desdobra-se entre a sua produção escultórica e de design, o desenvolvimento de projectos artísticos, multidisciplinares e formativos, o apoio a artistas e investigadores.

É cooperador Minga desde o início da nossa actividade.

www.cargocollective.com/joaorolaca | facebook

joaorolaca@gmail.com

Monte dos Dornéis

O Monte dos Dornéis e um pequeno projecto familiar criado em 2018 por Helena Mateus e Denis Forget.

A sua filosofia propõe produtos fabricados de maneira artesenal com matéria prima do seu Monte ou da região de Montemor-o-Novo: compotas, licores, chutneys, polpa de tomate, conservas variadas, biscoitos, entre outros tantos.

Desde a criacão deste projecto que têm aumentado pouco a pouco a sua linha de produtos.

As suas hortas, pomar, jardim e olival são cuidados de maneira sustentável seguindo as boas práticas da agricultura biológica.

facebook

montedosdorneis@gmail.com

+351 933 687 847 (helena)

Polex

A polex é uma marca que cria produtos originais e simples gadgets que nos fazem questionar qual a sua real utilidade. São objectos para todas as idades, que podem servir para lembranças, presentes ou merchandising.

A polex oferece uma gama de produtos artesanais, artísticos, económicos, com uma produção de pequena escala e com materiais de baixo impacto ambiental. Acessórios de leitura, escantilhões, mobiles, caixas de luz, objectos didácticos, entre outros. Construídos maioritariamente por placas de fibra de madeira e cartão canelado.

www.polex.pt | facebook | instagram

polex.geral@gmail.com

+351 965 329 439 (bruno)

plantei.eu

O plantei.eu é um projecto de produção de conteúdos e divulgação de conhecimento sobre práticas agrícolas e florestais regenerativas.

Comercializa o Almanaque Plantei.eu, uma publicação que reúne e simplifica conhecimento sobre temas essenciais para a compreensão da natureza e como pequenas acções a podem influenciar, focando-se na importância da utilização de técnicas de regeneração.

É uma ferramenta de fácil consulta para uso no dia-a-dia. Cada mês explora um tema – o solo, os dispersores de sementes, a importância da floresta, etc. – e disponibiliza uma lista de hortícolas, árvores, arbustos, flores e cereais a semear, plantar ou colher.

www.plantei.eu | facebook | instagram

planteieu@gmail.com

+351 919 661 981 (isabel)

 

Ziran

Voltando ao mais simples, ao mais natural, ao mais espontâneo, nasce ZiRan. Produtos para cuidar o corpo, reencontrando a Natureza.

Fazem cremes personalizados, de acordo com os teus gostos e necessidades.

facebook

+351 967 072 168 (marta)

Notícias recentes sobre marcas e produtos

Alburno chega à Loja Minga

A Alburno é a nova marca representada na Loja Minga. Produz objectos decorativos e utilitários em madeira, com prioridade para as madeiras
nacionais. Procuram evitar o abate e no tratamento usam apenas produtos naturais. Espreitem aqui e aqui.

Procuramos produtores

Continuamos à procura de produtores de hortícolas, leguminosas, cereais, flores, aromáticas, árvores e especialmente de fruta. Tem um vizinho que não sabe o que fazer aos excedentes? Conhecem um hortelão no vosso bairro que ficou sem canal de escoamento de produto? Sabem de quem deixe as laranjas ou limões cair ao chão porque ‘ninguém as quer’? Nós queremos!

Conversa sobre compras com embalagens reutilizadas

Na Minga estamos a experimentar uma forma de fazer compras que resulte em menos lixo lá em casa. Estamos também a experimentar uma forma de reduzir os custos de compra das embalagens para os cooperantes que fazem transformados. No dia 9 de Março a nossa cooperadora Ana Mendes vem partilhar o que aprendeu com as experiências feitas e conversar sobre o que podemos fazer mais.

Lançamento do Almanaque Agroflorestal Plantei.eu

Na próxima sexta-feira 31 de Janeiro vamos lançar o almanaque florestal Plantei.eu. O foco deste almanaque é a criação e conservação de zonas de floresta autóctone, a recuperação de paisagens e ecossistemas e a produção alimentar em ambientes ricos em vida. O programa inclui uma conversa sobre o solo e a apresentação de uma exposição de aguarela de Miguel Schreck, que ilustrou este almanaque. Tudo seguido de jantar pela Cantina do Mambo. Nas Oficinas do Convento, às 18h30